Publicado por: Guilherme Byrro Lopes | 14/02/2014

Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade


Apesar do título aparentemente forte , a motivação do post é baseada em algo bastante simples e frequentemente presente no cotidiano dos brasileiros (muito provavelmente de outros países também). Antes de mais nada, não pretendo fazer nenhuma apologia ao Joseph Goebbels, autor da célebre citação, título do post. Dito isso, recorro a estratégia frequentemente adotada por aqueles que não querem se identificar e, nesses momentos, lembram-se dos diversos amigos que possuem.

Eu tenho um amigo…” que um dia foi a farmácia. Ele compra um remédio de uso mensal, logo, conhece o preço do remédio, com descontos, sem desconto, na drogaria X, Y ou Z, nas cidades A, B ou C. Ou seja, há algum conhecimento de preços em diferentes cidades e farmácias, sem contar que “esse meu amigo” toma o remédio faz uns 2 anos.

Em uma linda manhã de primavera em fevereiro de 2014, antes de ir trabalho, “meu amigo”  precisou comprar o remédio que tinha acabado e prestou visita à Drogaria São Paulo na Av. Paulista esquina com a Rua Pamplona, em SP. Na fila de atendimento, um senhor e um moço mais novo conversavam em espanhol enquanto eu, cahammm… “meu amigo“, aguardava pacientemente a vez.

 -Por favor o remédio X. Você tem de 60 comprimidos? – pediu. Após alguns instantes volta a atendente:

– Seu remédio sai por R$ 92,57, mas com desconto vai para R$ 65,72. Algo mais? – Aquilo era suficiente e “meu amigo deu risada“.

Ora, geralmente a caixa de 30 comprimidos fica entre R$ 31 e R$ 36. A caixa com 60 comprimidos fica em geral em algum múltiplo de 2 e com algum desconto no geral, ou seja, varia entre R$ 60 e R$70.  A surpresa foi o valor de R$95. Pelo que li, em 2013 o reajuste médio dos medicamentos não passou dos 6,31%, o que não motivaria o remédio subir tanto.

O que geralmente ocorre é que esse remédio com caixa de 60 comprimidos sempre girou em torno de R$ 64, em média, nos últimos meses. Logo, o valor de R$ 65,72 é bastante compatível com um medicamento vendido na região da Av. Paulista, nada abusivo.

No caixa meu amigo não se conteve ao escutar “-Você economizou R$26,85, senhor!” pois o valor de R$65 sempre foi próximo do preço médio de mercado, mas alguém tentou me dizer que eu estava economizando 29%!

A mentira é que o remédio custa aquilo. Lembram da última Black Friday? O slogan de “Tudo pela metade do dobro!” pegou e era exatamente o que os consumidores observaram, sem considerar os casos em que o preço aumentado descontado era até superior ao preço dos produtos pouco tempo antes. Essa mentira a gente escuta diariamente. Descontos de preços inflacionados, propagandas enganosas, ações de marketing pra enganar o povo.

O que me preocupa é que a atendente do caixa e a atendente que buscou o remédio tinham grande convicção, “segundo palavras do meu amigo”, que aquilo que elas falavam era uma verdade inegável. Para a pessoa que opera o sistema de preços da Drogaria (aqui não importa a rede), há um claro desconto de quase 30% ou R$ 26 que foi dado em cima daquele medicamento, pois é o que aparece no sistema, na telinha verde, na planilha de excel, no sistema online (que não vai mostrar o log da evolução dos preços, apenas o último valor). Logo, há um potencial de ganho e aumento de receitas, pensará o gestor, uma vez que os descontos para o consumidor estão muito altos! Os acionistas vão perceber que é possível aumentar os lucros, os dividendos e isso torna a empresa ainda mais atrativa. Os novos investidores vão considerar uma nova aposta. A diretoria e o board vai criar uma nova ação de marketing baseada nos ganhos potenciais. Os publicitários irão gastar tempo e criatividade em campanhas de farmácia que vão fazer os resultados “bombarem”. Muitas novas franquias serão abertas. A rede vai crescer, vai dominar o estado…

… E o cliente pagou o mesmo preço de sempre…. e ganhou de bônus uma mentira para levar pra casa ou para alegrar o dia de trabalho e compartilhar no seu blog.

Esse é o risco de uma mentira repetida mil vezes que torna-se uma verdade. Aposto que existem muitos outros exemplos por ai, que nem me dei conta (ou que meu amigo não se deu conta), mas que são mentiras que nos contam o tempo todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: